Domitianus

Arquitectura

Ateliê

Publicações

English

PER - Calhariz de Benfica, Lisboa

[Prémio INH 2002 | Produção Municipal]

A intervenção no Calhariz de Benfica insere-se no âmbito do Plano Especial de Realojamento (PER). O terreno disponibilizado para esta operação localiza-se no miolo de uma área fustigada pela inserção de infraestruturas pesadas de transportes. A linha ferroviária de Sintra e a fusão do IC-19 com a CRIL e com a 2ª Circular, no nó rodoviário da Buraca, são as que mais acentuam o isolamento do Calhariz de Benfica em relação à cidade de Lisboa. No local são ainda visíveis resquícios das antigas quintas existentes no local.

O terreno onde o projecto foi implantando caracteriza-se por um desnível topográfico de cerca de 3 metros, no sentido Nascente/Ponte. Tirando partido desta diferença, foi criado um nivelamento topográfico intermédio, a partir do qual se desenvolveu a solução arquitectónica, baseada na criação sequencial  de espaços públicos. Estes espaços de acesso aos edifícios e às áreas de equipamentos sociais e comerciais, são expressos pela diferenciação morfológica e cromática, sendo a sua unificação realizada através de uma linha de água que atravessa o eixo central do projecto, pontuando os limites da intervenção.

Os 14 edifícios habitacionais que caracterizam o conjunto, compreendem sistemas organizativos internos do tipo T1, T2, T3 e T4, estabelecendo um total de 91 fogos. A organização interna das casas parte de uma base semelhante independentemente da tipologia. Os espaços servidores foram muito reduzidos, promovendo-se uma diferenciação entre as áreas sociais e as áreas íntimas dos fogos. As empenas com 8,5 metros de largura possibilitaram o desenho de fogos luminosos e com boa ventilação transversal.

A simetria está presente na generalidade da proposta arquitectónica, sendo subvertida em algumas situações, nomeadamente ao nível da composição dos alçados quando voltados para os arruamentos existentes em torno da proposta, onde os vãos surgem desenhados com base numa composição aleatória.

 

 

Topo

Promotor – Câmara Municipal de Lisboa

Arquitectura – Paulo Tormenta Pinto / CML

Colaboração – Alfredo Escada / CML

Estrutura – Nuno Saraiva e José Mata / CML

Águas Gás e Esgotos – Elisabete Carvalho e Cândida Tojeira / CML

Electricidade e RITA – Ivo Machado / CML

Espaços Exteriores – Paulo Tormenta Pinto e Nuno Maia Malta / CML

Rede de Rega – Amália Antão / CML

Iluminação Pública – Carlos Bastos / CML

Infra-estruturas – António Silva / CML

Fiscalização – Lúcio Costa Rodrigues e José Aleixo

Empresa Construtora – Obrecol – Obras e Construção, S.A.

Projecto/Construção – 1999 / 2001

Localização – Travessa Sargento Abílio – Calhariz de Benfica, Lisboa

Fotografias – Francisco Oliveira

 

 

 

 

 

 

 

 

Ficha Técnica