Domitianus

Arquitectura

Ateliê

Publicações

English

Plano Urbano de Akureyri, Islândia

O objectivo do concurso internacional para Akureyri foi promover um debate de ideias para o ordenamento da cidade. Tendo como base o plano urbano de 1927, a proposta assentou na consolidação da malha urbana, estabelecendo uma ligação com a frente de mar. No centro propomos a libertação de toda a área de estacionamento para a construção de três unidades edificadas e uma nova praça. O programa proposto consiste na criação de um hotel, de um conjunto de comércio e serviços e de uma unidade habitacional. A nova praça, de onde se poderá avistar o mar e as montanhas, será contida pelas fachadas das novas construções, de um lado o hotel e do outro o edifício de comércio e serviços. As novas construções terão um aspecto dialogante, mas contrastante em relação ao novo centro de cultura em projecto.

Será introduzido um acerto da linha de costa, permitindo a implementação de uma marina, de um clube náutico e a construção de uma gare marítima para ferrys ou cruzeiros. Akureyri, ficará ligada a uma rede internacional de turismo, recebendo quem viaja pelo mundo descobrindo a especialidade das cidades junto ao mar e deste modo, divulgar a particularidade do mistério da Islândia.

Entre a natureza e a cidade encontrou-se um ponto de equilíbrio, do mesmo modo que se explorou o Jardim botânico como atracção da nova Akureyri. A imagem verde da cidade fará o cenário da marina. O elevador permitirá criar uma marcação vertical assumindo-se como um mirador de onde será possível avistar as montanhas.

 

 

Ficha Técnica

Promotor – Association of Icelandic Architects

Arquitectura – Paulo Tormenta Pinto

Colaboração – Gonçalo Lencastre e Tânia Campos

Projecto – 2005

Localização – Akureyri, Islândia

 

 

Topo