Domitianus

Arquitectura

Ateliê

Publicações

English

Projecto de Reabilitação da Quinta de Baixo, Águas do Porto [Concurso de Ideias]

O projecto procura os seus fundamentos no sítio. A área de intervenção caracteriza-se por uma atmosfera romântica, aberta sobre o Douro, evocativa do imaginário trazido para Portugal pelo Rei D. Fernando II e fortemente implantado em Sintra, cujos ambientes foram de certa maneira reproduzidos um pouco por todo o país, como indica a toponímia do Parque de Nova Sintra.

O projeto compreende a construção cirúrgica de uma coluna infraestrutural de acesso vertical mecânico, a edificar no espaço intersticial de mediação entre as duas casas que definem o conjunto a intervencionar, substituindo a ocupação aí existente. A nova coluna consiste num volume que, para além de possibilitar a eliminação das barreiras arquitetónicas entre os 4 níveis do edifício, permitirá articular entre a Quinta de Baixo e a Quinta/Parque de Nova Sintra, tanto visual como fisicamente. O volume adquire uma hibridez de utilização, podendo ser visto quer como um ascensor de utilização pública para todos aqueles que pretendam deslocar-se entre as duas Quintas, ou como uma infraestrutura que dirime as barreiras arquitetónicas dos serviços técnicos da empresa “Águas do Porto” a alojar no local.

Este gesto infraestrutural criará fluidez entre os vários espaços pertencentes à Águas do Porto, possibilitando a integração de áreas de trabalho para os técnicos da Empresa em associação com a abertura de uma nova frente cultural e de lazer para cidade do Porto.

 

Ficha Técnica

Promotor – Águas do Porto, EM

Arquitectura – Paulo Tormenta Pinto

Colaboração – Rosa Maria Bastos, Joana Moreira, João Cardim, Nuno Roque, Gonçalo da Silva

Estrutura – Miguel Villar / BETAR

Projecto/Construção – 2014

Localização – Rua Barão de Nova Sintra, Porto

 

 

 

 

 

 

Topo